Segundo dados do Sistema Nacional de Transplantes, um em cada três transplantes de coração ocorrem em menos de 30 dias

Faustão: transplante de coração rápido não é ponto fora da curva

Apesar de a média de tempo de espera por um transplante de coração no Brasil seja entre dois e quatro meses, a realização do procedimento rapidamente, como ocorreu com apresentador de TV Faustão neste domingo (27/8), não chega a ser uma raridade.
Foram realizados 262 transplantes de coração no Brasil em 2023. Segundo o Ministério da Saúde, o número é 16% maior que o registrado entre janeiro e agosto do ano passado.
Entre os pacientes que fizeram a cirurgia este ano, 72 (27,4%) tiveram que esperar menos de um mês na fila do transplante, como ocorreu com Faustão.
Apenas 38 estavam há mais de um ano na fila e, segundo a Associação Brasileira de Transplante de Órgãos (ABTO), estes casos ou têm uma gravidade menor ou uma incompatibilidade especial, como um tipo sanguíneo raro, por exemplo.
Atualmente, a média de tempo de espera por um coração no Brasil tem ficado em torno de 100 dias por usuário. Para o médico Gustavo Ferreira, presidente da ABTO, é importante ressaltar que é impossível furar a fila para os transplantes.
“Temos é um processo organizado, com muitos controles e público. Claro que há disparidades regionais e aspectos a melhorar, mas temos um dos sistemas nacionais de transplante mais eficientes do mundo”, afirma.
A fila do transplante de coração
Atualmente, 379 pessoas estão na lista de espera por um coração no Brasil. O número é maior do que todos os transplantes realizados em 2022 no país, 362.
Na divisão por gênero, 65% dos que aguardam o procedimento são do sexo masculino (248 homens e 131 mulheres). No total, 68 são menores de idade e, entre as crianças, a distribuição de gêneros é mais paralela: os meninos são apenas 6% a mais.

Entre os 262 pacientes que fizeram o transplante em 2023, 173 eram homens e 88, mulheres. Em ambos os sexos, a maioria dos transplantados tinham entre 50 e 64 anos. Esta também é a faixa etária mais comum entre os que esperam na fila do procedimento.
São Paulo, onde foi realizada cirurgia do apresentador, é o estado que mais realiza transplante de coração: foram 88 neste ano. Outros 13 estados já realizaram este tipo de procedimento em 2023.

Outras Notícias

Vacinação contra dengue no RJ será em 12 municípios; casos em janeiro subiram 587%

Público-alvo são crianças e adolescentes entre 10 e 14 anos de idade. Faixa etária concentra um maior número de hospi...

Ministério da Saúde incorpora vacina contra dengue ao SUS.

O que aconteceuVacinação deve começar em fevereiro de 2024. A previsão é que sejam entregues pouco mais de 5 milhões ...

5 alimentos que desinflamam para comer todos os dias

A alimentação é fundamental para os processos metabólicos e fisiológicos do organismo. Priorizar uma maior ingestão d...

Anvisa proíbe suplemento com melatonina para crianças e adolescentes.

A Anvisa proibiu a fabricação, venda, distribuição, propaganda e o uso do suplemento alimentar Soninho Perfeito Melat...

Onda de calor: umidificador ameniza efeitos do tempo seco, mas uso exige cautela

ma opção para amenizar os efeitos do tempo seco, que afeta boa parte do país nesta semana e pode trazer diversos prob...

Saúde lança campanha nacional de multivacinação para crianças e adolescentes

O Ministério da Saúde anunciou nesta quinta-feira (10/8) o lançamento de uma campanha de multivacinação nacional para...