Imagem: alashi/Getty Images

Em laboratório, técnica que combina anticorpos e fototerapia elimina HIV

Testes em laboratório realizados em pesquisa do Instituto de Física de São Carlos (IFSC) da USP indicam bons resultados de uma técnica que combina fototerapia e imunoterapia - a fotoimunoterapia (FIT) - para combater o HIV, o vírus da Aids. Os pesquisadores desenvolveram um anticorpo com moléculas sensíveis à luz, capaz de se ligar ao vírus e a células infectadas pelo HIV presentes no sangue, destruindo-as por meio de uma iluminação específica. Novos estudos serão necessários para permitir o uso da técnica em seres humanos, como um complemento aos medicamentos retrovirais no combate à infecção pelo HIV.

Outras Notícias

Cariocas terão de comprovar vacinação para malhar ou ir ao cinema; boates seguem proibidas

A partir do dia 1º de setembro, cariocas terão de comprovar que se vacinaram para poder entrar em locais de uso colet...

Leite materno carrega anticorpos contra Covid-19, confirma estudo brasileiro

A presença dos anticorpos contra a Covid-19 no leite materno já vinha sendo observada em estudos com mulheres lactant...

Quem está com Covid pode se vacinar?

NÃO deve ser vacinado quem tem teste PCR positivo, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS). O teste PCR é ...